A plataforma WordPress é líder global como o CMS mais utilizado, e não é a toa. As facilidades para transformar o WordPress no gerenciador adequado para o projeto é só uma das coisas que o tornam excelentes.

Quando se constrói um site, não basta hospedá-lo em um bom serviço de hospedagem WordPress e esperar por resultados; é preciso uma dedicação e conhecimento para otimizar o site para que alcance um bom posicionamento em motores de buscas (Google, Bing etc). Na grande maioria dos sites, as visitas que veem dos buscadores representam uma grande fatia da visitação total.

Ok, otimizar o site é importante, mas é preciso analisar se as otimizações estão de fato gerando resultados e, claro, continuar o trabalho de otimização para melhorar ainda mais. Aí entra a parte de mensuração de dados, ou seja, entender os números das medições e análises para saber o que está bom e o que pode melhorar.

Como fazer tudo isso? Com o WordPress as coisas ficam sempre mais simples. Neste post vamos mostrar algumas dicas básicas de SEO, além de trazer definições para os principais termos de análises de resultados usando Google Analytics, e alguns plugins que você poderá instalar para trabalhar com isso diretamente do painel administrativo.

Dicas de SEO WordPress

O posicionamento dos resultados de uma busca no Google se baseiam em diversos critérios como qualidade do conteúdo (sim, os bots do Google entendem seu conteúdo, capriche neles!), palavras-chave sobre o conteúdo, títulos bem produzidos, URLs legíveis e amigáveis, reputação do seu site na web como um todo e diversos outros fatores.

Diferenciamos a otimização do site em duas formas: as otimizações on page e otimizações off page. A diferença é simples e está explícita nos termos: o on page refere-se ao trabalho feito dentro do site, ou seja, é diretamente ligado ao conteúdo, títulos, palavras-chave, semântica, código limpo etc; enquanto off page se refere em como o site é “visto” na web, se recebe links externos, recomendações etc.

Neste post focaremos na otimização on page, com dicas para deixar seu site impecável e bem posicionado.

Título e Meta Descrição

Dois dos elementos mais importantes para otimização SEO são os títulos e meta descrições. São eles que os usuários veem quando fazem uma busca no Google, portanto, trabalhá-los é essencial!

Para criar um bom título, é preciso entender todo o conteúdo e transmitir isso ao título de uma forma direta. É o principal meio de conquistar o clique do usuário, portanto, cuide bem dele!

Vale lembrar que há uma limitação de 70 caracteres para o título, portanto, é preciso realmente ser bem direto e, de preferência, citas a palavra-chave principal no título.

Neste post, por exemplo, as palavras-chave são “SEO” e “Analytics”. Veja que o título cita ambas, além de deixar claro ao usuário o que se trata o post:

SEO & Analytics: otimizando e monitorando seu site WordPress | BlogLite

Palavras-chave

Definir as palavras-chave do seu conteúdo é outro passo muito importante para que a otimização surta efeito e traga bons resultados dos motores de busca para seu site. Essa seleção é nada mais que planejar quais serão as palavras que, relacionadas, indicam do que se trata o conteúdo.

Usando este post como exemplo novamente, duas das palavras-chave definidas são “SEO” e “Analytics”. Escolhidas, é preciso estrategicamente citá-las em meio ao seu conteúdo, títulos, meta descrições e permalinks. É importante trabalhar isso em todas as páginas do seu site que você julgar importante para ser bem posicionada.

WordPress SEO by Yoast!

O plugin WordPress SEO by Yoast! é o mais utilizado para facilitar a tarefa de otimização de sites WordPress. Com mais de 1 milhão de instalações ativas, é um plugin fácil de ser configurado, bem intuitivo e auto descritivo.

Temos um excelente post publicado onde mostramos em detalhes como instalar e configurar o plugin WordPress SEO by Yoast!, dê uma olhada em todo o passo a passo clicando aqui.

Mensurando usando Google Analytics

Agora você já sabe com começar a otimização do seu site e conteúdo, mas como saber se as otimizações estão surtindo efeito? É muito importante ter métricas para conhecer sua audiência detalhadamente para direcionar as otimizações e fazer com que os resultados se multipliquem.

A ferramenta Google Analytics fornece um montante de dados, tais como quantidade de pessoas que acessa um site, quantas visualizações de páginas teve em determinado período, quanto tempo o visitante passou navegando, quais as páginas visitadas, de onde e para onde foi os usuários, de onde vieram e muito, muito mais.

É preciso entender alguns termos básicos para começar a analisar as estatísticas do seu site. Listamos alguns dos termos e suas respectivas definições para que facilite quanto fizer a integração do seu site WordPress com o Analytics.

Visitantes únicos: Quantidade absoluta de visitantes que acessaram seu site. É uma das métricas mais importantes pois dá com clareza o número de visitas que seu site teve, sem que tais visitas sejam contadas mais de uma vez. Portanto, se um mesmo usuário acessar seu site diversas vezes, será contabilizado como um único visitante.

Visualizações de página: Diferente dos visitantes únicos, mas também uma métrica muito importante, as visualizações de página deixam claro qual a quantidade de páginas que foram vistas por quem acessou seu site. São contabilizadas todos os acessos à páginas, sejam eles repetidos ou não.

Taxa de rejeição: Uma métrica bastante discutida, cuja importância pode variar dependendo do seu site. A taxa de rejeição (ou bounce rate) mede a qualidade das visitas de um site. É um cálculo envolvendo a quantidade de páginas que um visitante único acessou e o tempo que permaneceu em tais páginas. Porém, há casos de sites cujo objetivo é que o visitante acesse uma única página, ou que esteja previsto que a visita será rápida. Nesses casos, a taxa de rejeição provavelmente será elevada, mas o objetivo do site ainda assim será satisfatório.

Para um site institucional, site de notícias ou um blog, estas métricas já mostram a quantidade e qualidade da sua audiência. O Google Analytics, no entanto, vai muito mais além, entregando uma imensidão de outros dados para análise de estatísticas. Uma loja virtual, por exemplo, tem uma sessão específica no Analytics onde o gestor poderá avaliar a taxa de conversão (capacidade de uma loja fazer com que uma visita efetive um pedido), realizar testes A/B e muito mais.

A primeira coisa que se deve fazer para integrar seu site ao Analytics é criar uma conta no serviço. Gratuitamente, você já terá em mãos as ferramentas de medições e relatórios para seu site. O segundo passo é instalar o código de acompanhamento fornecido pelo Google em seu site. Ao configurar sua conta no Analytics você receberá um código que deverá ser inserido antes da tag </head> no header.php do seu tema ativo.

Outra maneira é usar plugins que fornecem essa integração. Com os plugins, você poderá acompanhar os principais relatórios diretamente do painel administrativo do WordPress, sem a necessidade de acessar o Google Analytics para isso. Confira alguns plugins que recomendamos:

Com essas ferramentas você terá um site otimizado (SEO) e poderá acompanhar os resultados gerados pela otimização a todo momento. É claro, otimização de sites é um trabalho contínuo, você deve estar sempre testando e medindo, mas é uma estratégia necessária para se destacar no mercado.